Crítica | Solteira Quase Surtando

By

No mês das mulheres, um assunto bastante convincente é tratar sobre fertilidade feminina. Com a proposta de explorar o assunto sem tabu e didatismo, o diretor Caco de Sousa resolveu brincar de uma forma leve e divertida na comédia romântica ‘Solteira Quase Surtando’, que chega às telonas nacionais em 12 de março.

O filme conta a história de Bia, uma solteira convicta que, aos 35 anos, descobre uma menopausa precoce e assim decide recuperar o tempo perdido procurando um parceiro para casar e ter filhos. 

A trama é um misto dos filmes do gênero, muitos estrelados por Ingrid Guimarães. No entanto, desta vez a estrela da festa é a atriz Mina Nercessian. O sobrenome é conhecidíssimo e provavelmente você conheça, ela é sobrinha do ator Stepan Nercessian. Mina é pouco conhecida por seus trabalhos no Brasil, mesmo já ter feito participações em cinema e TV, mas é em ‘Solteira Quase Surtando’ que ela explora seu lado humorístico.

Participante em praticamente 90% das cenas, Mirna mostra-se segura em cena e tem carisma para lidar com os dilemas das mulheres em busca de um bom relacionamento ou para lidar com as cansantes piadas machistas. Vale ressaltar que o roteiro também é assinado por ela, cuja história é baseada no relato de uma amiga. 

+ Crítica: ‘Por Lugares Incríveis’

+ Crítica: ‘Dezessete’

Com boa dinâmica, a produção consegue arrancar risadas dos espectadores, embora é visível grande parte de piadas clichês habituais.Talvez o problema de ‘Solteira Quase Surtando’ seja as ralas histórias para a quantidade de atores escalados. Babi Xavier e Dani Valente são alguns casos, espécies de figuração para levantar a moral da protagonista. Observa-se que o filme foi feito com e para amigos.

Outra situação desgastada é a história do filho gay que tem um relacionamento e a família não sabe. É o caso do personagem vivido por Leandro Lima, amigo de Bia. Evidente que tocar neste assunto gera novos questionamentos, mas o roteiro peca por diálogos já saturados, o que torna insosso o enredo do casal homossexual.

No mais, ‘Solteira Quase Surtando’ diverte e brilha na tela com a colorida fotografia do Rio de Janeiro, além do elegante visual e carisma da protagonista. Vale assistir. 

Siga o Opinião Cult nas redes sociais:

FACEBOOK: opiniaocult
TWITTER: opiniaocult
INSTAGRAM: @opiniaocult
YOUTUBE: Opinião Cult

Assine nossa Newsletter!

Conteúdos exclusivos. Você recebe antes dos demais.

You may also like