Mestre do Sabor (foto: Victor Pollak)

‘Mestre do Sabor’: Conheça o reality show gastronômico da Globo

Conheça mais sobre a atração.

By

Mestre do Sabor é a nova aposta da Globo na linha do entretenimento. A atração que estreia hoje à noite após A Dona do Pedaço é comandada por velhos conhecidos dos espectadores de programas gastronômicos na TV a cabo, o chef Claude Troisgros e seu parceiro inseparável, Batista. por coincidência, o programa vai ao ar poucos dias antes do retorno de seu maior concorrente na TV aberta, o bem sucedido, Masterchef: a Revanche, que volta às noites de terça da Band a partir da próxima semana, dia 15.

Com valorizado espaço no horário nobre, o programa é um formato original, idealizado e desenvolvido pela equipe experiente do diretor José Bonifácio, o Boninho, e conta com direção artística de LP Simonetti e direção geral de Aida Silva, todos com longos anos de experimentação e prática em reality shows, como Big Brother e The Voice Brasil. A escolha dos participantes, aliás, remete à competição musical que se encerrou na quinta-feira passada, uma vez que os integrantes serão escolhidos por meio de uma audição às cegas, aqui chamada de degustação. No lugar das cadeiras, um telão separa os “técnicos” dos candidatos, o que lembra outros dois shows realizados na casa, o Superstar e o Popstar.

A nova empreitada, entretanto, pretende ir além da disputa pelo prêmio final. LP Simonetti ressalta o desejo de que o Mestre do Sabor contribua para a cultura gastronômica do país. Para tal, os ingredientes e produtos nacionais terão papel de destaque na programação, o que foi valorizado com intenso entusiasmo pelos cinco chefs envolvidos na produção.

Além de Claude e Batista, Mestre do Sabor conta com a participação de três grandes chefs de cozinha: o mineiro Léo Paixão, a carioca Kátia Barbosa e o português José Avillez. Serão eles os responsáveis, através de uma degustação às cegas, por escolher os 24 participantes da competição, que irão disputar o prêmio de R$250 mil. Cada chef irá formar um time com 8 integrantes.

A dimensão de O Mestre do Sabor

Na primeira fase, intitulada Prato de Entrada, os candidatos irão preparar suas especialidades. Os três mestres, sem saber quem e como preparou, irão decidir se ficam ou não com o competidor. Caso mais de um chef opte por tê-lo em seu time, o concorrente irá escolher com qual deles deve ficar. Para dar um clima de tensão e expectativa, a sala da degustação às cegas fica isolada do palco por um grande telão, por onde o concorrente e o público vão acompanhar os comentários dos chefs. Quando o prato é aprovado, o telão se abre para que os jurados possam conhecer o responsável pela iguaria e novo integrante de uma das equipes. A partir daí, os participantes vão enfrentar mais cinco fases diferentes em busca do título de Mestre do Sabor.

Além do imponente telão, o estúdio tem a grandiosidade de uma super produção. Doze ilhas de cozinha equipadas com utensílios e eletrodomésticos dos sonhos e um mercado preenchido com cerca de 350 itens, entre temperos, especiarias e ingredientes de qualidade, tipicamente brasileiros. A área de compras ficará disponível aos competidores durante todo o tempo de preparo de suas receitas. Para completar a experiência, uma plateia acompanhará de perto cada pitada do programa, com quem Claude e Batista pretendem interagir e animar o clima das provas.

Claude Troisgros (foto: Victor Pollak)
Claude Troisgros (foto: Victor Pollak)

O tamanho da produção, aliás, emocionou o apresentador. Acostumado ao ambiente de televisão, em que já participou de diversas atrações, o chef Claude Troigros revelou a surpresa ao conhecer o estúdio: “Eu estou na televisão com o Batista há quase quinze anos. Não somos atores, nem é nossa profissão fazer isso, mas esse é um tempo bastante grande para a gente começar a entender como funciona esse mundo. Mesmo assim, quando chegamos na Globo e, principalmente, no primeiro dia que entramos no estúdio, eu fiquei bastante nervoso e surpreso, positivamente falando, com o tamanho da equipe, do estúdio, a quantidade de luzes”.

Sobre a escolha dos participantes, Claude destaca que o principal é, de fato, o sabor, como diz o nome do programa. Ressalta, para tal, a união entre técnica, conhecimento e criatividade: “a técnica é fundamental, prevalece sempre. Obviamente você não pode ser um grande criador se não tem aquela base. Isso acontece em qualquer profissão. A base técnica é muito importante para a genialidade, o dia a dia, a criatividade, o momento que se vive, os modismos, o entendimento dos produtores. Saber não só a técnica de cozinha, mas conhecer bem os produtos que você está trabalhando é essencial.”

O fiel escudeiro do chef francês, Batista, que trabalha com Claude há 38 anos e já é figurinha amada pelo público que o acompanha nos programas do GNT, não esconde os sentimentos com o novo projeto: “quando entrei no estúdio do Mestre do Sabor e vi o que foi feito, fiquei impressionado. Eu não estava acostumado com isso, o cenário é lindo, uma coisa de louco. Fiquei muito emocionado”.

A emoção, a propósito, esteve presente também durante a coletiva de imprensa realizada para apresentar a atração. Após a exibição de um curto vídeo, os dois apresentadores se sensibilizaram com os primeiros traços do trabalho que vai ao ar logo mais. Batista, nascido no interior da Paraíba, foi enfático: “fiquei emocionado ao ver a vida do pequeno produtor”.

Um olhar valorizado pelo chef que lhe deu oportunidade e transformou sua vida profissional e pessoal: “Batista entende como ninguém o interior do Brasil. Ele vem de uma cidade pequena na Paraíba e conhece essa dificuldade e os pequenos produtores. Ele valoriza muito a terra, a terra dele e a terra Brasil”.

A importância do pequeno produtor e fornecedores para a qualidade da gastronomia parece ter lugar de destaque no conteúdo preparado, visto a empolgação de todos os chefs ao tratar do tema. Léo Paixão, que se identifica como praticante de uma gastronomia afetiva, a partir de releituras de receitas familiares e tradicionais, valorizou o que considera de mais importante no projeto ao ser questionado sobre o impacto de estar em um programa no horário nobre da TV brasileira: “eu acho que mais importante não é o que vai ficar para mim é o que vai ficar para todo o Brasil, que é a valorização do ingrediente do pequeno produtor, da cozinha brasileira. Eu espero que as pessoas fiquem com isso depois do programa. Eu acho que vai fazer muito bem para a nossa gastronomia”.

José Avillez (foto: Vitor Pollak)
José Avillez (foto: Vitor Pollak)

Sobre como a exposição, após participar de programas como o Mais Você, mudou sua relação com o público que chega ao restaurante e que o reconhece nas ruas, Paixão revelou ao Opinião Cult o entusiasmo de ser um dos integrantes do Mestre do Sabor: “a exposição é muito boa. Principalmente quando você trabalha dentro de algo em que acredita, com a seriedade e o profissionalismo que a Rede Globo tem. Eu sempre participei de realities na Globo e na Globosat, nunca participei de outro de fora. Os da Ana Maria tem parte da equipe aqui do Mestre do Sabor. São incríveis! Além da Ana, que é uma pessoa sensacional! A seriedade e dedicação dessa turma, o que eles entregam realmente é muito verdadeiro: é de fato um reality. Participar do Mestre do Sabor é um sonho. Uma coisa enorme, gigante, que vai dar muito retorno do público nas ruas e no restaurante”.

O nome de Léo Paixão foi uma indicação de Claude: “o Claude me mandou uma mensagem falando do programa e contando que o Boninho tinha gostado da indicação do meu nome. Só que eu nunca imaginei que seria algo dessa grandiosidade. É um sonho realizado”.

Sobre a interação com os outros chefs, a animação é a mesma: “nós três somos muito amigos, a gente passa o dia inteiro juntos. A Kátia é nossa mãe, nossa querida, nossa musa. O Avillez é um dos maiores chefs de cozinha do mundo e graças ao programa eu tenho convivido intensamente com ele. Estamos no mesmo hotel, a gente almoça junto todos os dias. Tenho aprendido muito com ele, que é uma pessoa extraordinária. O cara tem 34 restaurantes em Portugal, ele é demais!”

Sobre Claude, Léo Paixão não economiza elogios: “o Claude é o cara mais legal da gastronomia do Brasil. E ele é tão legal que fala que o programa vai ser fantástico porque nós vamos mostrar a nossa gastronomia. E ele, francês, está falando da culinária brasileira. Ele é muito brasileiro, um patrimônio”.

Um dos maiores nomes da gastronomia portuguesa, o chef José Avillez, que já teve dois programas de TV em Portugal, também expôs ao Opinião sua expectativa e alegria em estar no Brasil para participar do Mestre do Sabor: “desde que começam a aparecer programas de cozinha no estilo reality show começou também uma aproximação do público em casa com o cozinhar no dia a dia. As pessoas passam a enxergar a cozinha não mais como uma obrigação, mas como prazer, isso mudou a relação com os chefs e com a ida aos restaurantes. Uma parte importante do meu público nos restaurantes em Portugal é brasileira. Por isso eu espero um impacto grande do programa lá. Mas eu faço isso acima de tudo pela experiência, pela aprendizagem, e para conseguir, de fato, ter contato com produtos brasileiros que eu desconhecia e com essas combinações fantásticas; além de conviver com pessoas cheias de talento. Eu vou levar uma mochila cheia de conhecimentos para casa”.

Kátia Barbosa (foto: Victor Pollak)
Kátia Barbosa (foto: Victor Pollak)

Kátia Barbosa, defensora da culinária afetiva, também falou sobre a transformação resultante da programação gastronômica na TV: “eu acho uma delícia! O melhor disso tudo é ver uma mudança do olhar para a comida. É legal para nós que as pessoas frequentem os restaurantes, mas é muito mais legal ajudar as pessoas a desenvolverem suas próprias receitas, suas habilidades. Ajudar as pessoas a entenderem esse universo, que é incrível. Comida para mim é a solução dos problemas pessoais e sentimentais. Eu amo a comida brasileira. Esses novos realities fazem as pessoas esquecerem aquela comida muito processada e voltarem para aquela comida de mãe e de vó, aquela comida de afeto e de lembrança. E é isso que a gente espera. Eu acho que o objetivo está sendo muito bem alcançado”.

Sobre o reconhecimento nas ruas, a chef enfrenta uma certa timidez, o que não diminui o orgulho de estar fazendo um bom trabalho: “Eu ainda fico um pouco envergonhada. Mas eu gosto muito de gente. Então acaba sendo muito fácil lidar com as pessoas, apesar de estar um pouco sem jeito. Mas é bem legal receber do público esse carinho. É sinal de que a gente está fazendo um trabalho bacana, alcançando o objetivo de divulgar a comida brasileira, valorizar o ingrediente e a cultura nacional”.

Perguntada sobre o que devemos esperar do Mestre do Sabor, Kátia Barbosa responde sem pensar duas vezes: “comida tem muito de emoção. A gente vai ter muita, muita, muita emoção neste palco”.

O caráter afetivo deve conduzir o programa não só nos pratos, mas no trato com os participantes e com o público. Tanto os diretores como os mestres deixam claro que não haverá um julgamento ríspido dos concorrentes, pois a imagem do chef carrasco sequer cabe nas cozinhas atuais.

Para a direção a atração estreia com um novo desafio: ser um programa multiplataforma, parte do projeto de unificação que vem sendo chamado de Uma só Globo. Além do programa exibido às quintas na TV aberta, Mestre do Sabor contará com outras janelas de exibição. Às sextas o GNT exibirá uma reprise com conteúdo estendido. O Nhac, site do canal da Globosat dedicado à gastronomia, também terá um conteúdo exclusivo; assim como o GShow.

O diretor LP Simonetti nos contou como tem sido essa experiência: “isso dá muito mais trabalho. Nós temos criado vários conteúdos e adequamos à cara da janela em que ele vai ao ar. O GNT e o Nhac terão seu conteúdo exclusivo. O GShow, nosso site oficial, fará toda a produção de backstage e acompanhamento do nosso dia a dia de gravação, com conteúdos que não vão ao ar na TV. Teremos também um programa pós na web, que vai ao ar assim que acabar a transmissão da Globo.

É com esse ar de inovação, integração e identidade que a Globo saboreia seu primeiro reality show gastronômico. O que vinha sendo feito em quadros dentro de programas como o Mais Você e o É de Casa, ganha, a partir de hoje a noite, um espaço nobre na programação para desfilar com seu formato original. Uma iniciativa que vale a pena conferir nas diferentes janelas em que estiver disponível.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

You may also like

Hot News