‘Eli’: por que o filme da Netflix mexe com o público?

Entenda a trama do filme.

By

‘Eli’ é um filme que faz o público pensar, não tenha dúvida sobre isso. O longa é um misto de informações que, ao terminar de assistir, nos leva a pensar se o enredo faz sentido

Vamos a um resumo para situar o espectador. Eli conta a história de um menino, vivido por Charlie Shotwell, cuja doença autoimune não o deixa viver ao ar livre. Preocupados, os pais descobrem uma mansão esterilizada que realiza um procedimento de reversão desse tipo de doença.

Com a visão de uma casa mal-assombrada, podemos perceber que o local não parece ser tão saudável como se vende. Ao passar por algumas etapas do procedimento, Eli começa a ter visões e alucinações, e entende que o seu tratamento não está gerando efeito correto como deveria ser.

A partir de agora tem spoiler. Em algum momento, você imaginou que Eli poderia ser filho do demo? Conversei com diversos leitores e amigos, a resposta unanime é não. Nesse quesito, a direção e o roteiro são primorosos por esconder fielmente durante o desenvolvimento, mesmo apontando pequenas pistas como o quadro que mostra que as cientistas são, na verdade, freiras.

É evidente que há algo errado em todo o processo, insinua a quase todo momento ser um movimento maldoso da diretora do local. Por outro lado, percebe-se um pai omisso, quase cúmplice; ao mesmo tempo, uma mãe em dúvida sobre o que acreditar.

+ Netflix: confira as estreias para o final de semana

+ Fratura: suspense da Netflix traz reflexão sobre a memória

Dezessete: filme é mais do que relação entre cão e jovem

Eli busca sozinho a própria verdade, afinal, como lidar sem o apoio dos pais, e ainda sofrendo com alucinações e assombrações. Isso faz com que o espectador sofra junto com a angústia do menino, tática enriquecedora para o desfecho da trama.

Por sinal, vale bater palma para Charlie Shotwell. Embora novato, ele já conta com alguns trabalhos no currículo (Capitão Fantástico, Todo o Dinheiro do Mundo), mas certamente este trabalho o fará abrir portas.

‘Eli’ é um filme que gera diversas percepções. Há aqueles que acreditam no capeta, como outros que não, e essa dúvida tem gerado discussões nas redes sociais. O site Tenho Mais Discos que Amigos realizou uma matéria com as opiniões de pessoas que relatam perceber visões demoníacas após a exibição. Se é verdade ou não, esse é um assunto que está gerando comoção nos leitores da Netflix. Ponto positivo para o serviço de streaming.

E você, gostou de Eli? Deixe sua opinião.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

You may also like